Bola de Carnes

06:10

Sempre que vou à casa dos meus pais venho de lá a rebolar com um saco de comida. Num destes dias o meu pai mandou-me o que restava do almoço, ou seja, uma caixa cheia de carne grelhada. Sem nos apetecer croquetes ou empadão, o meu marido sugeriu que fizesse uma bola de carnes. Depressa me socorri do meu livro "Comida Tradicional Portuguesa" da Maria de Lourdes Modesto e encontrei a receita da bola de carne de Vila de Rua.

Depois de algumas alterações, e de um desastre culinário (um pequeno grande erro de cálculo) que me obrigou a fazer tudo de novo, resultou esta fantástica bola de carnes. Fofa, amanteigada (embora não leve assim tanta manteiga) e cheia de carnes, combina na perfeição com um bom vinho tinto e uma boa conversa.







Ingredientes:

750g de farinha de trigo sem fermento
3 colheres de chá de fermento liofilizado para pão (ou 20g de fermento fresco de padeiro)
7 ovos
3 colheres de sopa de manteiga
sal
600g de mistura de carnes grelhadas (entremeada, frango, febras)


Preparação:

Retiram-se as peles e os ossos à carne e corta-se em pedaços pequenos. Reserva-se.

Na tigela da batedeira coloca-se 50g da farinha e o fermento dissolvido em 100ml de água morna.

Mistura-se bem, tapa-se e deixa-se descansar durante 5 minutos.

De seguida, adiciona-se a restante farinha, o sal, os ovos e a manteiga derretida.

Amassa-se até se formar uma bola de massa macia que se descola das mãos.

Se os ovos forem muito grandes e a massa ficar demasiado peganhosa, adicionem um pouco mais de farinha.

Unta-se uma forma grande de barro (ou de pirex) com manteiga e cobre-se o fundo com metade da massa.

Espalham-se as carnes picadas por cima e tapa-se com a segunda metade de massa.

Tapa-se com um pano e deixa-se levedar durante 45 minutos a 1 hora.

Entretanto aquece-se o forno a 200ºC.

Assa-se durante 45 minutos ou até se bater e fizer um som oco e a superfície estiver bem dourada.

Retira-se do forno e transfere-se para uma rede onde se deixa repousar durante 5 a 10 minutos.

Corta-se em quadrados e serve-se.


RECEITA ADAPTADA DO LIVRO "COZIDA TRADICIONAL PORTUGUESA" DE MARIA DE LOURDES MODESTO



You Might Also Like

1 comentários

  1. Gosto muito!
    Faço sempre uma receita que a filha me deu!
    Levo uma fatia Sofia e bj

    ResponderEliminar

Obrigado pela visita! Partilhem a vossa opinião comigo e deixem um comentário :) Não se esqueçam de voltar!

Thanks for visiting! Share your opinion with me and leave a message :) Don't forget to come back!

Popular Posts

Arquivo