domingo, 21 de dezembro de 2014

Amigo Secreto 2014 - Gosto Pelos Sabores

A receita de hoje é especial, pois faz parte de um desafio que me foi apresentado no grupo recém criado "Amigo Secreto 2014" no Facebook. O desafio consistia num sorteio, em que a cada um dos participantes, era atribuído outro blog e a partir daí, fazíamos uma receita à nossa escolha para dar a conhecer esse blog.
No meu caso calhou-me o blog "Gosto Pelos Sabores" da Mariana Morais. Para quem não conhece, recomendo vivamente! Com receitas super práticas, deliciosas e económicas, é difícil não ficar fã! Já conhecia e seguia esta cozinha virtual, mas o difícil foi escolher a receita. Confesso que demorei vários dias até me decidir e foi preciso a intervenção dos meus filhos para desempatar as receitas que eu mais gostava. Acabou por ganhar esta torta de laranja!
Foi muito simples de fazer e saiu bem logo à primeira! Eu tenho sempre medo com as tortas, que comigo às vezes ficam tortas demais. Foi a torta de laranja mais perfeitinha que fiz e de sabor está fenomenal!! Adorei!
Não se esqueçam, passem pelo blog da Mariana Morais e tornem-se seguidores!
Para ti Mariana, espero que gostes da torta de laranja que fiz. Um beijinho grande e Feliz Natal!!






TORTA DE LARANJA DO BLOG "GOSTO PELOS SABORES"

Ingredientes:
250g de açúcar
6 ovos
1 colher de sopa de vinho do Porto
sumo de 2 laranjas
raspa de 1 laranja
1 colher de sopa mal cheia de farinha

Pré-aquecer o forno a 180ºC. Untar levemente um tabuleiro com manteiga, forrar com papel vegetal e voltar a untar com um pouco de manteiga.

Numa tigela grande, bater os ovos com o açúcar. De seguida, junta-se o vinho do Porto, o sumo de laranja e a raspa de 1 laranja. Depois de misturar bem, adiciona-se a farinha e incorpora-se bem com a ajuda de uma vara de arames.
Deita-se a mistura no tabuleiro preparado e vai ao forno durante 20 minutos (o tempo pode variar consoante o forno).

Abre-se um pano limpo em cima da bancada e polvilha-se com açúcar. Quando a torta estiver cozida, desenforma-se para cima do pano e retira-se cuidadosamente o papel vegetal. Com a ajuda do pano enrola-se a torta e transfere-se para uma travessa.



quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Queijadas de caril, cenoura e mel

Fiz esta receita há já algum tempo e foi muito apreciada pelo meu filho que depois levou para a escola. Ontem pediu-me que publicasse a receita especialmente para um dos amigos. Espero que ele goste! :-D




QUEIJADAS DE CARIL, CENOURA E MEL (sem lactose)

Ingredientes:
150g de cenoura descascada e ralada (fino)
2 ovos
150ml de natas de soja
1 colher de chá de caril (pode diminuir a quantidade se quiser)
1 colher de chá de mel
1 colher de café de farinha maizena
sal e pimenta qb


Pré-aquecer o forno a 180ºC e preparar umas formas de silicone de queques.

Numa tigela, misturar todos os ingredientes e deitar a mistura nas formas de silicone. Levar ao forno durante 30 minutos ou até ficarem douradas e cozidas.

Desenformar e servir com uma salada verde.




quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Tahini Cookies

Na minha cabeça consigo imaginar uma série de receitas onde posso usar sésamo, mas nunca me tinha ocorrido usar numa receita doce como bolachas. Há umas semanas deparei-me com uma receita no site da Martha Stewart que me chamou à atenção e me fez lembrar do frasco de tahini que tinha no frigorífico. Ontem decidi-me e pus mãos à obra e fiz estas bolachas. São simplesmente espectaculares, deliciosas, estaladiças, com um sabor a frutos secos e... docinhas!
Eu usei tahini que tinha comprado numa das lojas Celeiro, pois não tem gordura adicionada. Caso não queiram comprar este produto, pois pode ter um preço elevado (eu comprei numa promoção), podem fazer o tahini. Para isso basta ter um robot de cozinha ou então uma máquina como a Bimby, a Yammy ou a MyCook será ideal para fazer esta pasta. São imensas as receitas que se podem encontrar na internet.
Para quem não sabe, o tahini é apenas sementes de sésamo trituradas com óleo, parecido (em aspecto) com pasta de amendoim. Pode ser triturado em cru, ou torrado. Se as sementes de sésamo forem torradas, dará um sabor mais forte ao tahini. É preciso ter em atenção que esta pasta deverá ser consumida rapidamente, após a confecção pois rança com o tempo. Uma boa receita pode ser encontrada no site "The Kitchn".
Não deixem de experimentar estas bolachas!




TAHINI COOKIES

Ingredientes (rende 24 bolachas):
110g de manteiga à temperatura ambiente
3/4 de copo de tahini
1/2 copo de açúcar
1/2 copo de açúcar amarelo
1 ovo
1 colher de essência de baunilha
1 copo de farinha
3/4 de colher de chá de bicarbonato de sódio
sementes de sésamo



Pré-aquecer o forno a 180ºC. Forrar dois tabuleiros com papel vegetal.

Na batedeira, bater a manteiga, o tahini e os dois açúcares até se obter uma mistura fofa e homogénea. De seguida adiciona-se a baunilha e os ovos e mistura-se bem.
Numa tigela à parte mistura-se a farinha com o bicarbonato de sódio e adiciona-se à mistura de manteiga e tahini.
Fazer bolinhas do tamanho de uma noz com as mãos bem enfarinhadas (esta massa cola-se muito às mãos), passar pelas sementes de sésamo e achatar com um garfo.
Levar ao forno durante 18 a 20 minutos, ou até ficarem douradas nas bordas. Quando sairem do forno vão estar ainda moles, mas ao arrefecer ficam estaladiças. Guardar num recipiente hermético durante 1 semana (se durarem assim tanto tempo!).



terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Bolinhas integrais de chocolate para o pequeno almoço

Os meus filhos adoram comer cereais ao pequeno almoço, mas cada vez que olho para os valores nutricionais dos cereais de compra, fico pasmada com a quantidade de açúcar que têm na sua composição. Já para não falar dos estabilizantes, corantes e outras coisas acabadas em -antes.
Já andava para fazer cereais caseiros, mas há sempre outra coisa para fazer e foi sempre sendo adiado. Este fim de semana, com a ajuda da minha filha, fiz uma receita baseada no que vi em vários blogs estrangeiros. Apesar da primeira tentativa ter ficado deliciosa (não sobrou nem uma migalha!), ainda precisava de uns ajustes. Hoje quando os miúdos foram para a escola, fui para a cozinha e lá fui fazer experiências e sairam uns cereais ainda melhores que os primeiros.
No momento em que escrevo isto,  a minha filha come os cereais com leite quente e só me mostra um polegar virado para cima e nem fala, só mastiga.
Como são caseiros e têm farinha integral, estas bolinhas deliciosas de chocolate satisfazem mais que os de compra. Sempre me fez impressão os meus filhos "despacharem" um pacote de cereais em tão pouco tempo, sabendo que grande parte do que estavam a ingerir era açúcar.
Nesta receita até podem por os vossos filho a ajudar a fazer as bolinhas de chocolate, pode-se, assim, tornar uma actividade em família!




BOLINHAS INTEGRAIS DE CHOCOLATE

Ingredientes:
1 copo de farinha de trigo sem fermento
1 copo de farinha de trigo integral
85g de chocolate em pó
2 ovos
3 colheres de sopa de óleo de coco
1 colheres de chá de essência de baunilha
4 colheres de sopa de mel

Pré-aquecer o forno a 180ºC. Preparar dois tabuleiros grandes e forrar com papel vegetal.

Numa tigela colocar todos os ingrendientes e misturar com a mão. Quando a massa estiver homogénea, faz-se uma bola e polvilha-se levemente com farinha.

Polvilha-se a bancada com farinha e retira-se pedaços de massa do tamanho de uma clementina e faz-se um rolinho. Com uma faca cortam-se pedaços mais pequenos com 1 cm e enrolam-se em bolinhas com as mãos enfarinhadas.
Não encher demasiado os tabuleiros. Leva-se ao forno durante 15 a 17 minutos, sacudindo o tabuleiro de 5 em 5 minutos, para dourarem todos por igual. Quando saírem do forno ainda vão estar macios, mas ao arrefecer vão ficar estaladiços. Não façam como eu que da primeira vez deixei durante 30 minutos e as bolinhas ficaram tão rijas que nem amoleciam com o leite quente.

Retirar do forno e deixar arrefecer. Guardar num frasco hermético. Servir com leite.



sábado, 29 de novembro de 2014

Gratinado de Pescada, Frutos do Mar e Legumes

Há dias em que me apetece peixe, mas a vontade de o comer cozido ou grelhado é pouca, por isso acabo sempre por fazer este gatinado muito simples com pescada e legumes. Desta vez juntei também frutos do mar para dar outro sabor. Quem quiser pode substituir os frutos do mar por camarão ou mesmo omitir este ingredientes.
Muito simples de fazer, muito saboroso, rápido de fazer e económico!




GRATINADO DE PESCADA, FRUTOS DO MAR E LEGUMES

Ingredientes (para 2 pessoas):
1 posta grande de pescada
6 palitos de frutos do mar
2 cenouras cortadas em rodelas
1 batata grande descascada em cubos
6 floretes de brócolos
2 colheres de sopa de salsa picada
Sal e pimenta preta qb
1 pitada de noz moscada
1 pitada pequena de pimenta caiena (opcional)
1 colher de sopa de margarina
1 colher de sopa de farinha
leite
1 ovos cozido
azeitonas

Começa-se por cozer a posta de pescada e os legumes em água temperada com sal.
Liga-se o forno a 200ºC com a função de grill ligada. Preparam-se dois pratos de barro de ir ao forno.
Entretanto faz-se o molho bechamel, começando por derreter a margarina. De seguida deita-se a farinha, mexe-se e deixa-se cozinhar até formar uma espuma branca. Adiciona-se leite frio (adicionar pouco de cada vez até se obter a cremosidade desejada) e mexe-se com uma vara de arames até ficar cremoso. Tempera-se com sal, pimenta preta, noz moscada e uma pitada de pimenta caiena.

Quando o peixe estiver cozido, desfaz-se em lascas e cortam-se os palitos de frutos de mar em rodelas. Cortam-se também os brócolos em pedaços. Adiciona-se o peixe, frutos do mar e os legumes ao creme bechamel e envolve-se. Junta-se a salsa picada, envolve-se e ajustam-se os temperos.
Distribui-se pelos dois pratos de barro, decora-se com o ovo cozido às rodelas e azeitonas. Vai ao forno a gratinar até ficar dourado.




sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Bolo salgado de chourição e cebolinho

Nós adoramos bola de carne, mas nem sempre me dá jeito esperar que a massa cresça durante 2 horas. Por este motivo fui experimentando diversas receitas de bolos salgados e fui aperfeiçoando, até que há umas semanas fiz este bolinho de chourição. Resultou tão bem e ficou tão saboroso que a minha filha me disse logo que eu tinha de por no blog.
Experimentem e digam-me se concordam :-)





BOLO SALGADO DE CHOURIÇÃO E CEBOLINHO

Ingredientes:
2 ovos grandes
150ml de leite
2 colheres de sopa de azeite
200g de farinha sem fermento
2 colheres de chá de fermento em pó
100g de chourição cortado em pequeno cubos (pode substituir por restos de carne, fiambre ou outra à sua escolha)
1 colher de sopa de cebolinho picado (pode substituir por tomilho, oregãos ou salsa)
1/2 copo de mozzarella ralado
sal e pimenta preta qb

Pré-aquecer o forno a 180ºC e untar uma forna de bolo inglês com manteiga e polvilhar com pão ralado.

Começa-se por se bater os ovos com o leite. Adiciona-se o azeite. Depois de tudo misturado com uma vara de arames, incorpora-se a farinha e o fermento em pó. De seguida junta-se o cebolinho, o chourição e o queijo. Tempera-se com uma pitada de sal e pimenta preta.
Transfere-se a massa para a forma de bolo inglês anteriormente untada e leva-se ao forno durante cerca de 30 minutos. (Verificar com um palito no centro. Quando sair seco, o bolo está pronto a ser retirado do forno.)
Desenforma-se o bolo e deixa-se repousar durante 5 minutos.



quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Tarte Souflé de Camarão

Um dos meus livros preferidos na minha estante de livros de culinária, é o livro "As receitas escolhidas, de Maria de Lourdes Modesto". Tem receitas fabulosas e dicas muito úteis. É daqueles livros que nunca descansam muito tempo na prateleira, pois gosto de me entreter a ler as dicas e truques explicados neste livro e de descobrir receitas novas. Sempre que pego nele, aprendo algo novo!
Hoje a receita que vos trago, foi adaptada deste livro. É uma tarte linda e super saborosa! Nada complicada de fazer, faz um sucesso quando vai à mesa. Garanto-vos que nunca sobra nem uma fatia pequenina. 
A base da tarte é também do mesmo livro. É uma base de massa quebrada que não é difícil de fazer, sai sempre bem e que todos adoram o sabor. Depois de ter experimentado esta receita de massa quebrada nunca mais fiz outras receitas desta massa nem comprei. 





TARTE SOUFLÉ DE CAMARÃO
Adaptado do livro "As Receitas Escolhidas, de Maria de Lourdes Modesto", Verbo

Ingredientes:

para a massa
250g de farinha sem fermento
125g de manteiga gelada
1 ovo
1 colher de sopa de água gelada
1 pitada de sal

para o recheio
300g de camarões descascados
1 colher de sopa de manteiga
1 colher de sopa de farinha
250ml de leite
2 gemas
2 colheres de queijo ralado (à vossa escolha)
sal e pimenta
1 pitada de piri piri
1 colher de café de mostarda
1 colher de chá de sumo de limão
2 claras


Confecção da massa quebrada
Coloca-se a farinha, o sal e a manteiga gelada cortada em pedaços numa tigela. Trabalham-se os ingredientes rapidamente com a ponta dos dedos até se obter uma areia grossa. Adiciona-se a água e o ovo de uma só vez e envolve-se rapidamente. Forma-se um disco, embrulha-se em película aderente e deixa-se repousar no frigorífico durante 1 hora no frigorífico.
Ao fim desse tempo estende-se, com um rolo, a massa numa bancada polvilhada com farinha e transfere-se para uma tarteira previamente untada com manteiga. Aparam-se as bordas da tarteira, pica-se o fundo com um garfo e forra-se o interior da tarte com papel vegetal e enche-se com feijões.
É importante a base ser forrada com o papel vegetal e ter algo que faça peso (como feijões, pedrinhas, ou lentilhas como eu uso) para que o fundo não ganhe bolhas e para que as laterais não caiam.
Levar a forno pré-aquecido a 200ºC durante 15 minutos. A meio da cozedura, retirar o papel vegetal com os feijões.
Quando estiver dourada retirar do forno e reservar.

Confecção do recheio
Cozer os camarões em água bem temperada com sal, pimenta e piri piri.
Numa frigideira derreter a manteiga e polvilhar com a colher de sopa de farinha. Deixar cozinhar até aparecer uma espuma esbranquiçada. Deita-se o leite frio e mexe-se com uma vara de arames até engrossar. Retira-se do lume e juntam-se os camarões cortados em pedaços, as gemas e o queijo ralado. Mexe-se com uma vara de arames. Tempera-se com sal, pimenta, um pouco de piri piri, a mostarda e o sumo de limão.
Numa outra tigela, batem-se as claras em castelo firme e incorpora-se com cuidado no creme de camarão.
Transfere-se o recheio para a base cozida de massa quebrada e leva-se novamente ao forno durante 10 minutos, ou até ficar douradinha.
Retirar da tarteira e servir de imediato com uma salada verde.



quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Pizza Express

Quem me conhece sabe que eu gosto de receitas rápidas e deliciosas, que parece que estive horas à volta dos tachos. Com dois filhos que adoram pizza dá muito jeito ter esta receita sempre à mão para fazer aparecer na mesa um delicioso tabuleiro de pizza, enquanto eles acabam os trabalhos de casa.

Muito simples de fazer e rápida, não podem deixar de experimentar. O resultado é uma pizza com uma base fofinha e tão apetitosa. A cobertura fica ao vosso critério, mas cá em casa a que eu sugiro é sempre um sucesso.





PIZZA EXPRESS

Ingredientes: (para 4 pessoas)
330g de farinha
2 colheres de chá de fermento de padeiro seco
250ml de água morna
1 colher de chá de açúcar
1 pitada de sal
2 colheres de azeite

para a cobertura:
3 colheres de sopa de molho de tomate
1 embalagem de queijo mozzarela ralado
5 metades de tomate seco conservado em azeite
1 cebola pequena cortada em meias luas muito finas
azeitonas às rodelas
oregãos
pimenta preta moída grosseiramente na hora
12 rodelas de pepperoni


Começa-se por misturar numa tigela pequena a água com o fermento e o açúcar e deixa-se repousar durante 5 minutos enquanto se misturam os restantes ingredientes noutra tigela funda. Quando o fermento estiver pronto (com espuma à superfície) junta-se à tigela onde está a farinha e amassa-se com a mão até se obter uma massa homogénea.
Nesta altura deita-se a massa na bancada polvilhada ligeiramente com farinha e amassa-se até se soltar da mão.
Coloca-se a massa numa tigela untada levemente com azeite e tapa-se com película aderente. Deixa-se repousar durante 20 minutos num local afastado de correntes de ar.

Entretanto liga-se o forno a 180ºC e unta-se um tabuleiro quadrado com azeite.

Após os 20 minutos, retira-se a massa da tigela e deita-se na bancada. Com um rolo, estende-se a massa na forma de um quadrado, mais ou menos do mesmo tamanho do tabuleiro. A massa é bastante elástica e será facil de transferir para o tabuleiro untado com azeite. Ajeita-se a massa e com os dedos forma-se um pequeno rebordo à volta do tabuleiro.
Cobre-se com molho de tomate, polvilha-se com o queijo mozzarela e distribui-se o pepperoni. Junta-se o tomate seco cortado em tiras e a cebola e polvilha-se com as azeitonas às rodelas. Finalmente polvilha-se com oregãos e pimenta acabada de moer.

Vai ao forno durante cerca de 30 minutos, ou até o queijo estar derretido e o rebordo estar douradinho.
Acompanhar com uma salada verde. Bom apetite!!




terça-feira, 25 de novembro de 2014

Waffles para 2 pessoas

Cá em casa adoramos waffles. Os miúdos então, são doidos por por elas. Um dia por semana, os meus filhos lancham juntos em casa e eles pedem-me sempre para fazer waffles.
A parte chata de fazer uma receita destas deliciosas gulodices para uma ou duas pessoas, é que sobra sempre imenso. É verdade que se pode guardar para comer mais tarde, mas o ideal é fazer apenas o que se vai comer. Assim não comemos mais do que devíamos e não há desperdícios.
Por tudo isto, e depois de muitas tentativas, consegui chegar a esta receita muito simples que satisfaz o apetite de duas pessoas ou de alguém com muita fome, pois só rende 6 waffles.
Já fiz com leite de vaca e com leite de amêndoa e cheguei à conclusão que com o leite de amêndoa as waffles ficam muito mais fofinhas. Mas o sabor é igualmente delicioso com ambos os leites, é uma questão de experimentarem.
Por lapso da primeira vez não adicionei açúcar, mas ficaram tão boas, que optei por continuar a fazer sempre sem este ingrediente e adicionar apenas algo doce por cima.
Agora já não há desculpa para não comer um pratinho de waffles quentinhas regadas com chocolate ou simplesmente polvilhadas com açúcar e canela e umas rodelas de banana :)

 


WAFFLES PARA 2 PESSOAS

Ingredientes:
65g de farinha sem fermento
1 colher de café de fermento
1 colher de café de bicarbonato de sódio
1 pitada de sal
1 colher de chá de essência de baunilha
125ml de leite de amêndoa (ou outro leite à vossa escolha)
1 colher de sobremesa cheia de óleo de coco (ou outro óleo da vossa preferência, também pode ser manteiga derretida ou margarina Becel líquida)
1 ovo médio


Aquecer a máquina de waffles.
Numa tigela colocar todos os ingredientes e mexer com uma vara de arames. Deixar repousar enquanto a máquina aquece.
Fazer as waffles de acordo com as instruções da máquina.
Servir de imediato com a cobertura da vossa preferência.



segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Pão de mel e centeio

Quando se tem um filho adolescente com um apetite voraz, tenho de ser criativa com os lanches. Felizmente ele é boa boca, mas adorava variar e não gosta de comer sempre a mesma coisa. E temos que admitir que fruta faz bem, é saborosa, mas aborrece comer sempre a mesma coisa. Além disso do que é que os rapazes adolescentes gostam? Pão! Claro! Por isso, há que lhe dar pão, porque também faz falta, mas desde que seja pão saudável. É o caso deste pão.
Feito com farinha de centeio e com mel, este pão é tão saboroso e não é demasiado doce. Para além do sabor do interior do pão, a crosta estaladiça torna-o irresistível!





PÃO DE MEL E CENTEIO
Receita retirada do livro "Elaboratión Artesanal del Pan, Linda Collister y Anthony Blake"

Ingredientes:
2 colheres de sopa de mel
280ml de água morna
20g de fermento fresco de padeiro
350g de farinha de trigo sem fermento
150g de farinha de centeio
10g de sal
farinha de centeio para polvilhar

Misturar as farinhas na tigela da batedeira (também pode ser feito à mão) com o sal. Noutra tigela dissolver o fermento na água morna e com o mel. Juntar a água com fermento e mel às farinhas e amassar até ficar uma massa homogénea. Se estiver demasiado mole, deita-se mais farinha de centeio, mas se estiver demasiado dura, deitar mais água morna (1 colher de sopa de cada vez). Deitar numa superfície ligeiramente polvilhada com farinha de centeio e amassar à mão até a massa se soltar das mãos e estar macia. Coloca-se numa tigela polvilhada com farinha de centeio, tapa-se com película aderente e deixa-se levedar durante 2 horas (ou até dobrar de volume).
Após as duas horas decorridas, estende-se a massa em forma de rectângulo (com comprimento igual ao da forma de bolo inglês untada e polvilhada com farinha de centeio) e faz-se um rolo bem apertado. Transferir para a forma e polvilhar a superfície com farinha de centeio. Tapar com película aderente e deixar levedar durante hora e meia (até quase dobrar o volume).
Levar a forno pré-aquecido a 220ºC durante 35 minutos ou até fazer um som oco. 


Copyright © 2014 As coisas da Mãe Sofia