19:57

Empadão de alho francês, cogumelos e cenoura - Sexta Feira Vegetariana

Empadão de alho francês, cogumelos e cenoura - Sexta Feira Vegetariana
Como já é habitual às sextas feiras, a receita é vegetariana, mas não deixa de ser deliciosa! 

Utilizei os vegetais que me sobraram na gaveta dos legumes para fazer este empadão. Costumo fazer este recheio para fazer empadas que ficam mesmo boas e não desperdiço comida. Podem juntar também abóbora em cubinhos ou ralada, pimento, espinafres, nabiças, courgette, enfim, aquilo que tiverem mais à mão.

Para tornarem este empadão numa versão vegan, substituam o leite por um leite vegetal, a manteiga de vaca por uma manteiga vegetal e o Parmesão podem omitir, ou optar por usar um queijo vegan de caju. Quanto ao ovo basta omitir.



Ingredientes (4 pessoas)

3 colheres de sopa de azeite
3 alhos franceses
3 cenouras
6 cogumelos brancos grandes
1 colher de café de colorau fumado
2 colheres de sopa de farinha
leite
sal e pimenta a gosto
noz moscada
1 raminho de salsa
3 colheres de sopa de queijo Parmesão
6 batatas médias
2 colheres de sopa de manteiga
1 ovo

Preparação

Descascam-se as batatas e cozem-se em água com sal. Passam-se as batatas por um passe-vite e adiciona-se a manteiga, sal, noz moscada e leite de forma a que se obtenha um puré macio, mas firme. Reserva-se.

Aquece-se o forno a 180ºC.

Aquece-se uma frigideira com o azeite e junta-se o alho francês cortado em meias luas.

Quando o alho francês amolecer, juntam-se os cogumelos cortados em pedaços.

Tempera-se com sal, pimenta e colorau e deixa-se cozinhar em lume médio até que os cogumelos libertem toda a sua água.

Adicionam-se as cenouras descascadas e raladas num ralador de buracos grandes.

Mexe-se e deixa-se cozinhar durante 2 minutos.

Polvilha-se com a farinha, mistura-se e adiciona-se leite aos poucos até formar um creme.

Ajustam-se os temperos, adiciona-se a noz moscada, o queijo Parmesão e a salsa picada finamente.

Num tabuleiro de levar ao forno, coloca-se metade do puré de batata e espalha-se bem.

Cobre-se com o creme de alho francês, cogumelos e cenoura.

Por fim cobre-se com o restante puré de batata, alisando a superfície.

Bate-se um ovo e pincela-se a superfície do puré de batata e leva-se ao forno durante 20 minutos, ou até a superfície se apresentar seca e dourada.

Servir com salada verde.



07:30

Ervilhas guisadas com entremeada

Ervilhas guisadas com entremeada
Confesso que cada vez que faço este prato, faço-o apenas para o meu marido e para o meu filho. Já eu comi muitas ervilhas em pequenas e agora dispenso-as. Nunca apreceei estas bolinhas verdes mas era obrigada a comê.las quando era pequena. Até me doía a alma de apanhar ervilhas e descascá-las, só de saber que a seguir ia comê-las. Muita água bebia eu para não ter de as mastigar! Hoje em dia como de tudo, mas as ervilhas e as favas continuam a ser evitadas, porque, simplesmente, não aprecio.

Este receita poderá não ser bem como a tradicional, mas é assim que os meus homens gostam de as comer, e fica delicioso (para quem gosta de ervilhas!).


Ingredientes (2 pessoas)

4 colheres de sopa de azeite
1 cebola média
1 dente de alho
2 tomates bem maduros médios
1 folha de louro
450g de ervilhas
1 fatia grossa de entremeada com cerca de 350g
1 colher de chá de colorau
meio chouriço pequeno
meio chouriço de sangue
2 cenouras
2 batatas médias
meio copo de vinho branco
sal e pimenta preta


Preparação

Aquece-se o azeite num tacho com tampa e refoga-se a cebola picada e o alho picado.

Juntam-se os enchidos cortados em rodelas, o entrecosto cortado em cubos, o colorau e a folha de louro. Deixa-se refogar durante 2 minutos.

Adicionam-se os tomates descascados e partidos em pedaços, as cenouras cortadas em meias luas e o vinho.

Deixa-se cozinhar em lume brando durante 40 minutos.

Adicionam-se as batatas cortadas em cubos, as ervilhas e tempera-se com sal e pimenta. Adiciona-se também um copo de água e tapa-se.

Quando as batatas e as ervilhas estiverem cozidas, transferir para uma travessa e servir.


07:00

Corvina assada no forno

Corvina assada no forno
Corvina é aquele peixe que me lembro desde sempre comer na casa dos meus pais. Vivi a minha infância numa vila piscatória, por isso o peixe era presença assídua na mesa, mesmo apesar da crise dos anos 80 que levou os meus pais a fazerem muitos sacrifícios. Mas nunca nos faltou comida na mesa, pois tínhamos um terreno que cultivávamos, fazíamos criação de animais e o peixe era de fácil acesso.

Por isso, hoje em dia, gosto de um bom prato de peixe, e felizmente cá em casa todos apreciam o dito cujo, desde que não seja cozido. Então se levar uma ceboladazinha e umas rodelas de chouriço como estas postas de corvina levaram, assim marcha num instante.


Ingredientes (4 pessoas)

2 postas grandes de corvina (ou 4 pequenas)
rodelas de chouriço
2 cebolas médias
2 dentes de alho
1 ramo pequeno de salsa
1 pitada de flocos de malagueta
sal
5 colheres de sopa de azeite
sumo de limão

Preparação

Aquece-se o forno a 180ºC.

Aquece-se o azeite numa frigideira e salteiam-se as cebolas cortadas em rodelas e os alhos cortados ao meio, temperados com sal.

Quando a cebola começar a ficar translúcida, junta-se a salsa picada e transfere-se tudo para um tabuleiro de ir ao forno.

Colocam-se as postas de corvina por cima da cebolada, tempera-se com sal e os flocos de malagueta, e regam-se com um pouco do azeite da cebolada.

Leva-se ao forno durante 15 a 20 minutos, ou até que o peixe se separe facilmente da espinha.

Assim que o peixe estiver assado rega-se com sumo de limão a gosto e serve-se com legumes cozidos.


23:22

Sopa de tomate com tostas de cogumelos e pesto - Sexta Feira Vegetariana

Sopa de tomate com tostas de cogumelos e pesto - Sexta Feira Vegetariana
Nestes dias cinzentos e chuvosos sabe tão bem um comer quentinho e reconfortante. A pensar nisso e no meu marido, fiz esta sopinha de tomate com umas tostas de cogumelos e pesto. Simplesmente delicioso!

Podem utilizar pesto caseiro de manjericão, se não gostarem podem fazer versões alternativas como este pesto de espinafres e noz, podem também comprar o pesto já feito.


Ingredientes (3 pessoas)

para a sopa
1kg de tomate bem maduro
2 cebolas médias
 3 colheres de sopa de azeite
2 dentes de alho
1 pitada de flocos de malagueta (opcional)
1/2 copo de vinho branco
4 folhas de manjericão
sal e pimenta preta

para as tostas
3 chapatas
pesto
250g de cogumelos brancos
2 colheres de sopa de azeite
1 dente de alho
sal e pimenta preta
queijo mozzarela

Preparação

para a sopa
Aquece-se o azeite e salteia-se a cebola cortada grosseiramente até que esta amoleça.

Junta-se o tomate descascado e cortado em pedaços, os flocos de malagueta e os alhos picados. Tempera-se com sal e pimenta. Mistura-se e deixa-se cozinhar em lume brando até que o tomate se desfaça.

Junta-se o vinho e o manjericão picado, mexe-se e deixa-se o vinho evaporar por uns minutos.

Adiciona-se cerca de 500ml de água e tritura-se tudo com a varinha mágica. Podem adicionar mais água caso a sopa fique demasiado grossa.

Levar novamente ao lume e deixar ferver em lume médio durante 5 minutos.

para as tostas
Aquece-se uma frigideira com o azeite e o alho cortado ao meio.

Juntam-se os cogumelos laminados, temperam-se com sal e pimenta e salteiam-se até que estes libertem todo o seu líquido.

Abrem-se as chapatas e barra-se com pesto e cobre-se com cogumelos salteados. Polvilha-se com mozzarela e leva-se a tostar numa tostadeira ou numa frigideira untada levemente com azeite, até que o queijo derreta.

Repetir o processo com as restantes chapatas.

Servir a sopa bem quentinha com as tostas acabadas de fazer.



06:30

Bacalhau assado

Bacalhau assado
Desta vez a receita é bem básica, mas não deixa de ser deliciosa. O bacalhau é aquele ingrediente super versátil que nos permite fazer as famosas 1001 receitas, cada uma melhor do que a outra.

Para esta receita é indispensável usar postas altas, pois as postas baixas tendem a ficar secas, por isso invistam num bom bacalhau especial e usem os lombos, que devem ser demolhados durante 72h, tendo o cuidado de mudar a água pelos menos 3 vezes ao dia.

A quantidade de bacalhau a usar depende da quantidade que cada um come e do tamanho de cada posta. Eu usei apenas 2 postas para nós porque eram mesmo muito grandes e porque comemos sopa antes. 

Como as postas são muito altas eu não ponho sal no bacalhau, porque, mesmo depois de demolhadas, ainda têm sal. E sim, é verdade, esta receita tem apenas 3 ingredientes. Não precisa de mais, é perfeito desta forma.




Ingredientes (4 pessoas)

2 lombos grandes de bacalhau especial asa branca demolhado
5 dentes de alho
azeite

Preparação

Aquece-se o forno a 180ºC.

Colocam-se os lombos de bacalhau numa travessa de pirex e regam-se com bastante azeite (este azeite irá servir para regar as batatas e os legumes que vão acompanhar o bacalhau).

Descascam-se os alhos e cortam-se e lâminas grossas para não queimarem.

Leva-se ao forno durante 40 minutos (a duração irá depender do tamanho dos lombos e do próprio forno).

Quando o bacalhau estiver assado, isto é, as lascas do centro do lombo separam-se com facilidade, retira-se do forno e serve-se com batatas assadas a murro e couve portuguesa cozida (ou outro legume verde à vossa escolha) regados com o azeite do bacalhau.


07:30

Esparguete com camarão

Esparguete com camarão
Um prato de esparguete sabe sempre bem. É reconfortante, saboroso, e saciante, não há como resistir a um bom prato de esparguete, e este que vos trago hoje é exemplo disso.

Este esparguete é rápido de fazer, especialmente se utilizarem camarão já descascado (eu descasquei o meu) e é sucesso garantido. O leve molho de tomate picante, envolve cada fio de massa e confere-lhe um sabor incrível que combina tão bem com os pequenos camarões e com os coentros.

Perfeito para o Dia dos Namorados que se aproxima! 😉



Ingredientes

500g de camarões descascados e sem tripa
2 dentes de alho
1 cebola
3 tomates maduros médios
3 colheres de sopa de azeite
1 pitada de oregãos
piri-piri a gosto
2 colheres de sopa de vinho branco
1 molho de coentros
250g de esparguete
sal e pimenta preta

Preparação

Aquece-se uma panela com água e sal e coze-se o esparguete até ficar al dente. Escorre-se e reserva-se.

Numa frigideira larga, aquece-se o azeite com os dentes de alho e fritam-se os camarões durante 2 minutos, temperando com sal, pimenta, oregãos e piri-piri.

Retiram-se os camarões da frigideira com a ajuda de uma escumadeira.

No mesmo azeite, deitam-se as cebolas cortadas em meias luas e salteiam-se até ficarem translúcidas.

Adiciona-se o tomate descascado e partido em pedaços pequenos e deixa-se cozinhar durante 2 minutos. Ao fim desse tempo junta-se o vinho branco, tempera-se com sal e pimenta, tapa-se a frigideira e deixa-se cozinhar o tomate até que este se comece a desfazer.

Juntam-se os camarões ao molho do tomate e ajustam-se os temperos, caso seja necessário.

Junta-se o esparguete e metade dos coentros ao molho de tomate e camarão e envolve-se bem. Polvilhar com coentros e servir de imediato.


10:58

Ementa Semanal 27 de Janeiro a 2 de Fevereiro

Ementa Semanal 27 de Janeiro a 2 de Fevereiro
Depois de um fim de semana que aproveitámos para descontrair e revisitar o miradouro do Cristo Rei e passear à beira mar, vamos lá a uma nova semana.




2ª Feira (27/01)

Pequeno Almoço

Iogurte com granola (receita aqui)

Almoço

Esparguete com camarão

Jantar

Torta de atum com salada (receita aqui)

_____________________

3ª Feira (28/01)

Pequeno Almoço

Sanduíches e leite

Almoço

Pizza de chouriço com ovo

Jantar

Sopa Juliana e scones de bacon

_____________________

4ª Feira (29/01)

Pequeno Almoço

Pães de leite (receita aqui)

Almoço

Frango balsâmico

Jantar

Salmão grelhado com legumes

    _____________________

5ª Feira (30/01)

Pequeno Almoço

Ovos mexidos com bacon

Almoço

Bacalhau à Brás

Jantar

Creme de lentilhas e empadas de cogumelos

_____________________

6ª Feira (31/01)

Pequeno Almoço

Iogurte com granola

Almoço

Sopa de tomate e tortas de pesto

Jantar

Tacos de feijão

_____________________

Sábado (01/02)

Pequeno Almoço

Panquecas

Almoço

Coelho de fricassé com batata frita

Jantar

Creme de lentilhas

_____________________

Domingo (02/02)

Pequeno Almoço

Sanduíches e sumo de laranja

Almoço

Bife com brócolos e caju à asiática

Jantar

------

_____________________

Boa semana!!!💖          

22:35

Couve flor agridoce - Sexta Feira Vegetariana

Couve flor agridoce - Sexta Feira Vegetariana
Se há um prato que o meu filho adora é este. Ele sempre gostou de legumes, gosta de couve flor e é um rapaz que alinha nas minhas ideias dando sempre a sua opinião honesta sobre a receita que lhe apresento.

Há uns meses fiz este prato pela primeira vez e ele adorou! Já fiz outras vezes e está definitivamente aprovado. Por isso achei que seria legítimo partilhar convosco uma versão vegetariana da carne agridoce. No blog já foi publicada a receita de carne de porco agridoce, e esta versão vegetariana não difere muito, com excepção, claro está, da substituição da carne pela couve flor.

Mesmo que não sejam apreciadores deste legume, arrisquem e experimentem. A couve flor, depois de uma breve cozedura, é marinada o que vai atenuar o sabor característico que desagrada a tantos.

Tal como fiz na receita de porco agridoce, vou partir a receita em 3 partes para tornar mais fácil seguir os vários passos e não se perderem nos ingredientes.
 



Ingredientes (4 pessoas)

1ª parte

1 couve flor grande
2 dentes de alho ralado
2 colheres de chá de gengibre fresco ralado
4 colheres de chá de vinagre de arroz
4 colheres de chá de molho de soja
1 pitada de pimenta
1 colher de sobremesa de óleo de sésamo
100g de fécula de batata
óleo de amendoim para fritar

2ª parte

4 e 1/2 colheres de sopa de ketchup
1 colher de sopa de açúcar amarelo
2 e 1/2 colheres de sopa de vinagre de arroz
1 colher de chá de molho de soja
1/2 copo de água
2 colheres de chá de farinha Maizena
sal a gosto

3ª parte

2 dentes de alho picado
1/2 pimento vermelho cortado em cubos
1/2 pimento verde cortado em cubos (esqueci-me de pôr!)😑
3 rodelas de ananás fresco cortado em cubos
1 cebola grande roxa
2 colheres de sopa de óleo de amendoim


Preparação

1ª parte

Lava-se a couve flor e corta-se em floretes.

Levam-se os floretes a cozer em água com sal até que comecem a ficar macios.

Escorre-se a couve flor e tempera-se com os dois dentes de alho ralados, o gengibre ralado, o vinagre de arroz, o molho de soja, a pimenta e o óleo de sésamo.

Mistura-se com cuidado e deixa-se marinar por 10 a 15 minutos.

Para facilitar o processo, colocam-se os floretes de couve flor escorridos e a fécula de batata num saco de plástico grande com fecho, fecha-se e agita-se com cuidado para que a couve flor fique coberta pela farinha.

Frita-se a couve flor até que fique dourada. Como a couve flor já esta cozida, não é preciso fritar muito, apenas o suficiente para que fique crocante.

2ª parte

Misturam-se todos os ingredientes e reserva-se.

3ª parte

Aquece-se o óleo num wok e adiciona-se o alho ralado, os pimentos em cubos, a cebola em cubos e salteiam-se por 3 minutos.

Adiciona-se o ananás e junta-se a mistura que se fez na segunda parte.

Mexe-se em lume médio até engrossar.

Junta-se a couve flor frita e envolve-se no molho e legumes e ananás até ficar toda coberta.

Servir com arroz basmati.

15:11

Perna de peru estufada com cenoura à moda da Nila

Perna de peru estufada com cenoura à moda da Nila
Ultimamente tenho andado com "apetites" da comida da minha mãe, aquela que ela fazia quando eu era mais nova.  Este é um dos meus pratos favoritos que a minha mãe fazia. A carne suculenta desfaz-se, o molho cheio de sabor, e as cenouras doces que acompanham tão bem este prato, simplesmente não consigo resistir.

Esta é uma receita para fazer com calma, muita calma. Dependendo do tamanho da perna de peru, pode demorar várias horas em lume brando. Podem usar uma slow cooker, mas quem não tem (como eu) pode fazer numa panela grande com tampa.

Faço sempre uma perna grande para haver sobras, nós adoramos sandes de carne assada.


Ingredientes (8 pessoas)

1 perna de peru com 3,5kg
2 cebolas grandes
2 dentes de louro
4 tomates grandes bem maduros
1 ramo de salsa
8 cenouras grandes
3 colheres de sopa de azeite
150ml de vinho branco
1 colher de sobremesa de colorau em pó
sal e pimenta preta

Preparação

 Aquece-se o azeite e junta-se a cebola às rodelas, o alho inteiro e as folhas de louro.

Quando a cebola estiver translúcida, juntam-se metade dos tomates descascados e partidos em pedaços e metade das cenouras descascadas e partidas em pedaços grandes de cerca de 5cm.

Coloca-se a perna lavada e limpa de penas por cima, tempera-se com sal, pimenta, colorau e a salsa picada.

Por cima deitam-se os restantes tomates descascados e partidos, a restante cenoura descascada e partida, o vinho branco. Junta-se 250ml de água, tapa-se e deixa-se levantar fervura em lume médio.

Baixa-se o lume para o mínimo, de forma a que se vejam umas borbulhinhas pequenas a vir ao cimo. Ajeitam-se os legumes, caso seja necessário, tapa-se a panela e deixa-se assim durante 3 horas.

A fim desse tempo, a perna de peru deverá ter a carne macia, a despegar-se do osso.

Servir com esparguete e as cenouras que estufaram na panela com a carne.

20:08

Ementa Semanal 20 a 26 Janeiro 2020

Ementa Semanal 20 a 26 Janeiro 2020
Antes de mais, FELIZ ANO 2020!

2019 acabou de forma menos feliz, depois de eu ter  feito um corte num dedo que me levou às urgências e que me impediu de usar a mão direita durante três semanas. Felizmente pude contar com a ajuda dos meus filhos e marido, que mantiveram a normalidade. Até o jantar de Ano Novo foi feito pela minha filha, que fez entrecosto assado, e nem os tradicionais doces faltaram na nossa mesa, pois ela fez sonhos, rabanadas e bolo rei.

Visto que estou finalmente recuperada, e já consigo cozinhar e usar a mão, posso por isso, voltar a actualizar o blog, e vamos começar pela ementa semanal às segundas feiras. É algo que já era feito no Instagram e na página de Facebook e agora será também publicada aqui no blog.




2ª Feira (20/01)

Pequeno-almoço
Torradas com leite

Almoço
Costeletas de porco com mel e batatas salteadas
salada de alface 

Jantar
 Corvina assada no forno com batata e feijão verde cozidos
_____________________

3ª Feira (21/01)

Pequeno-almoço
 Iogurte com granola e fruta

Almoço
 Salmão assado no forno com puré de batata
salada de alface

Jantar
Creme de abóbora com croutons
queijo fresco
_____________________

4ª Feira (22/01)

Pequeno-almoço
 Panquecas com fruta

Almoço
 Canelones de carne
salada de alface e agrião

Jantar
 Sopa de feijão com lombardo e pescoço de borrego
_____________________

5ª Feira (23/01)

Pequeno-almoço
Iogurte com granola e fruta
 
Almoço
Bacalhau assado no forno com batatas a murro
 
Jantar
 Creme de abóbora
quiche de peru
_____________________

6ª Feira (24/01)

Pequeno-almoço
Queijo fresco com pão
 
Almoço
Couve flor agridoce
 
Jantar
 Sopa de agrião
tortilhas com legumes e queijo feta
_____________________

Sábado (25/01)

Pequeno-almoço
Sanduíches com sumo de laranja
 
Almoço
Hamburgueres de frango com batata doce

Jantar
 Sopa de agrião
_____________________

Domingo (26/01)

Pequeno-almoço
Waffles com fruta
 
Almoço
Pizza de cogumelos e bacon
 
Jantar
 Jantar fora
_____________________


Eu faço sempre a planificação das refeições e concluo sempre que isso me faz comprar apenas o necessário, o que se traduz em poupança. Não é para enlouquecer ou panicar se falharmos a ementa definida, apenas se adia aquela refeição ou se troca. Tem de haver equilíbrio e flexibilidade.

Boa semana!!!
Copyright © 2016 As coisas da Mãe Sofia , Blogger